Páginas

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Prana, Teja e Ojas - parte III

Ojas – a essência que promove força, saúde e vigor




Ojas é a essência material de todos os sete tecidos do corpo humano, a forma mais sutil dos elementos água e terra. É sintetizado essencialmente a partir dos alimentos que ingerimos diariamente mas segundo o Dr. David Frawley, também pode ser sintetizado com a pratica de meditação e com a conexão com os poderes curativos da natureza.


A ayurveda diz que um alimento precisa de 35 dias para ser completamente digerido e metabolizado pelo organismo humano, isto é, a digestão não se dá unicamente no trato gastrointestinal mas em todos os 7 tecidos do corpo humano:
- rasa dhatu (plasma), rakta dhatu (sangue), mamsa dhatu (músculo), meda dhatu (gordura), asthi dhatu (ossos), majja dhatu (tecido nervoso) e shukra/arthava dhatus (tecidos reprodutivos). Em cada um destes 7 tecidos existe uma forma de agni ou fogo que vai purificando e transformando os produtos digeridos anteriormente.


O processo de transformação de um alimento começa com o jathara agni, presente no estômago e leva 35 dias até completar todo o ciclo digestivo que leva 5 dias em cada tecido (7 tecidos X 5 dias = 35 dias). O produto final deste processo é o que a Ayurveda chama de Ojas, esta essência responsável pela nutrição mais profunda do nosso corpo. É por isso que se diz que a força da imunidade depende muito da qualidade dos alimentos ingeridos mas também da qualidade da digestão destes alimentos por todos os tecidos do corpo.


Ojas é responsável pela força e pelo vigor físico, pela imunidade, pela estabilidade de todos os órgãos e sistemas do corpo. Em níveis sutis, é responsável pela consciência, pela calma, pela felicidade e pela capacidade de sentir prazer. Quem tem um bom ojas vive livre de doenças e vive mais, por esta razão nos tratamentos de rasayana busca-se realizar terapias que aumentem esta substância no organismo do paciente.


Existem dois tipos de Ojas: Ojas superior (para ojas) e ojas inferior (apara ojas). O ojas superior reside no coração; estas oito gotas de pura bênção já nascem dentro de cada ser humano, herdadas de nossos antepassados. O ojas inferior é o ojas produzido diariamente a partir da alimentação e pode ser contido dentro da concha de nossas mãos. Nos homens encontra-se principalmente na forma de líquido seminal, por esta razão a ayurveda recomenda que a atividade sexual seja moderada e a ejaculação evitada.


Ojas é fonte de Soma, uma substância muito sutil secretada pela glândula pineal em estágios muito profundos de meditação e durante o samadhi (estágio de profunda consciência e conexão conhecido como iluminação); soma pode ser comparado à serotonina e é representado nas mãos de Danwantari (o divino pai da medicina ayurvédica) dentro de um pote dourado como soma amrita, o elixir da vida eterna.

Sinais de deficiência de ojas: tristeza, depressão, perda de memória, falta de paciência, gripes recorrentes, falta de fé, dificuldade de sentir prazer, paladar deficiente, impotência sexual, doenças auto-imunes como AIDS e lúpus, fadiga mental.




Para aumentar ojas deve-se ingerir alimentos nutritivos e que tenham o sabor doce como nozes, castanhas, amêndoas, arroz, batata-doce, caldo-de-cana, frutas doces e ácidas, tâmaras, leite, manteiga ghee e especiarias levemente picantes como canela e cardamomo e picantes como o gengibre para sempre manter o agni forte. Alimentos industrializados também passam pelo mesmo processo digestivo, portanto podem tornar-se ama (toxinas), dificultando a produção de ojas e bloqueando os canais e sobrecarregando o sistema digestivo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário