Páginas

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Farmácia na cozinha parte II

a utilização das especiarias na culinária terapêutica ayurvédica
Pimentas





Invariavelmente, todas as pimentas tem o sabor picante, mas em algumas podemos ainda encontrar o sabor amago ou o doce, por exemplo. Podem ser acrescentadas na maioria dos pratos culinários salgados ou mesmo em pratos doces. As pimentas possuem a propriedade geral de esquentar, estimular o metabolismo, queimar toxinas e, invariavelmente, são indicadas para o biotipo kapha, porém algumas podem ser utilizadas em menor quantidade por outros biótipos, interno e externamente.






Pimenta malagueta, pimenta caiena, pimentas verdes,  pimentas vermelhas, (capsicum frutescens L.): estas variedades de pimentas são as mais comuns na preparação culinária, sendo usadas quase sempre na forma fresca. Possuem sabor e efeito pós digestivo picante.
Propriedades: Pode ser emprega externamente como rubefaciente muito ativo tendo em vista suas propriedades medicinais provocarem, por contato, um forte estímulo da circulação local, resultando numa sensação de calor e consequentemente a redução de dores locais. Poderoso anti-inflamatório articular.
Princípio ativo principal: capsaína cuja raiz graga do nome vem de (capsicum) kaptos que, significa morder
Ações: a capsaína é uma substância que provoca grande liberação de endorfinas, analgésicos naturais produzidos pelo cérebro muito potentes, além de ser um potente antioxidante.
Bom para: kapha+++  vata+
Utilize: Emplastos para o tratamento de dores reumáticas, torcicolos, luxações, dores musculares, dores nas costas e artrites, na forma de massagem com o óleo medicado com a plantas ou óleo essencial diluído a 1% para celulite, gosrduras localizadas, tendinites, fibromialgia, dores ciáticas, musculares ou artríticas. Pode ser utilizada na preparação de bombons, chutneys, molhos para saladas, sorvetes e pratos que contenham cremes e leite (pesaodos para a digestão).
Cuidado! Se decidir fazer um emplasto, dilua a pimenta em óleo, argila ou gel e aplique em quantidades pequenas, sob o risco de queimar a pele!


Pimenta do reino e pimenta branca – maricha (piper nigrum, piper trioicum): de sabor picante e secundariamente amarga, a pimenta do reino ou pimenta negra e uma especiaria quente, sendo muito indicada para pessoas de natureza kapha e para queimar toxinas antigas (ama), sendo uma especiaria que estimula fortemente o agni (fogo digestivo) e o metabolismo. A pimenta branca trata-se da mesma pimenta negra mas cuja casca foi removida dos frutos frescos, possui as mesmas propriedades da pomenta do reino mas em concentrações reduzidas, sendo mais leve também para o paladar.
Bom para: kapha+++  vata+  (vata não deve fazer uso prolongado desta especiari)
Propriedades: acúmulo de toxinas em todo trato gastrointestinal, indigestão crônica, febres do tipo Vata (intermitentes), obesidade, sinusite, intestino preso, verminoses, hemorróidas, congestão nos seios da face, renites alérgicas, estimulante, expectorante.
Princípio ativo principal: piperina
Ações: aumenta as secreções gástricas e o fluxo biliar e estimula a diurese, atividade antioxidante e antiinfecciosa. A piperina, susbstância presente na pimenta do reino possui atividade antiinflamatória e estudos relatam sua capaciade em bloquear impulsos de dor, produzindo alívio da dor. Outra ação descoberta é que a pimenta do reino mostra-se promissora como auxiliar na interrupção do fumo e como veículo para aumentar a biodisponibilidade farmacológica.
Utilize: esta pimenta combina com a maioria dos pratos, inclusive com frutas. Pode-se também utiliza-la a longo prazo como fitoterápico na dosagem de 1 colher de cafezinho diluída em mel 2 vezes ao dia por 40 dias. Pode ser acrescentada a bebidas de inverno que contenham leite como chocolate quente e capuccino. Acrescente as sementes inteiras no arroz e feijões durante o cozimento para um efeito mais aromático.
Cuidado: prefira pimenta mdo reino moída grossa se você tende a úlceras gástricas pois o pó muito fino pode agravar ainda mais as feridas.


Pimenta Rosa (schinus terebinthifolius): a pimenta rora é o fruto da Aroeira, arvore nativa do Brasil. É considerada uma iguaria em outros paises tendo em vista seu paladar suave e aromático. A pimenta rosa é levemente picante e doce e umas das pimentas indicadas para pessoas de natureza vata e pitta.
Ações: a pimenta rosa possui em seu óleo essencial poderosa ação antifúngica, antimicrobiana a antibacteriana, com estudos farmacológicos comprovados contra Pseudomonas aeruginosa e staphylococcus aureus. É ainda eficaz em distúrbios respiratórios tendo em vista sua alta concentração de monoterpenos e útil em escarras, queimaduras e problemas de pele devido a sua ação regeneradora.
Propriedades: hipotensora, estimulante do útero, purgativo, antifúngico, antibacteriano, regeneradora, antioxidante, cardiotônico
Utilize: A pimenta rosa é geralmente utilizada em pratos refinados como tempero único, para não perder suas características refinadas. Indico na preparação de molhos leves de massas a base de óleo e especiarias, caldas para frutas ou mesmo moída e polvilhada para decoração dos pratos.
Outros usos: Candidíase, protozoários intestinais, micoses, varicela, distúrbios circulatórios, feblites, tromboses, fraqueza cardíaca, doenças infecciosas de pele (máscara facial contendo a decocção da semente), infecções pulmonares freqüentes (inalar o vapor do chá de semente de pimenta rosa), hemorróidas (uso interno).

imagens: flick

4 comentários:

  1. Cara Daiane.
    Estou na 21º semana de gestação. Gostei muito dos textos Garbhini Paricharya especialmente da Abhyanga, mas não tem massagem ayurveda em Fortaleza...
    Gostaria de saber quais alimentos (sendo eu Pitta+++Kapha++) e com um sobrepeso consideravel, devo consumir para amenizar o inchaço e o cansaço nas pernas...

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, gostaria de saber como usar a pimenta em tratamentos de celulite,gordura localizada, dores reumaticas e fibromialgia.

    deve-se comprar o oleo essencial de pimenta??? existe???

    Me ajude, preciso saber...

    um abraço.

    Andreia

    ResponderExcluir
  3. Andréia, existe óleo resina de pimenta para comprar sim, uso um da marca Lazslo. A pimenta usada localmente é mais indicada para inflamações e dores reumáticas, podes diluir em gel base ou óleo carreador a 5 - 10%. Para fibromialgia melhor usar capim limão, não aconselharia a pimenta. Caso prefira, podes fazer óleo de pimenta com pimentas frescas. Mas sempre muita cautela para não ter queimaduras. Antes de aplicar em uma área grande faça um teste de toque no antebraço. Usando pimenta uma reação é certa: vai arder e esquentar, vai da tua sensibilidade não deixar ultrapassar a dose terapêutica.

    ResponderExcluir
  4. correção.. na diluição era para ser de 5 - 1 % e não 10% !!!!

    ResponderExcluir