Páginas

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin

domingo, 4 de julho de 2010

Virechana Karma

 purificação e purgação
 
O virechana é um tratamento de desintoxicação profundo utilizado pela Medicina Ayurvédica para eliminar impurezas do intestino delgado, estômago, fígado, vesícula biliar e pâncreas através de uma purgação terapêutica induzida por ervas. É considerado o segundo principal procedimento de desintoxicação pela ayurveda, fazendo parte do mais potente tratamento de eliminação de toxinas chamado de PanchaKarma – que compreende cinco métodos de limpeza plena do corpo e da mente. 
O virechana é uma prática especialmente indicada para eliminar o excesso do dosha Pitta – que tem como órgão de acúmulo o intestino delgado e secundariamente o fígado. Apesar de ser um procedimento para remover pitta viciado ou acumulado e todas as toxinas que causam desequilíbrios Pitta,virechana é secundariamente indicado para  kapha pois age também limpando pâncreas e estômago, órgãos de acúmulo deste dosha.

Virechana é o nome dado para a purgação, mas tão importante quanto o momento da diarréia é a preparação pra ela. Durante a preparação para o o virechana, o paciente deve manter uma dieta específica, vai ingerir ervas amargas com ghee morno durante alguns dias para mobilizar estas toxinas para que possam ser eliminadas através da purgação, abhyanga e swedana também são indicados para a mobilização das toxinas.  Este processo de preparação é chamado de PurvaKarma e também é realizado para os outros procedimentos do Panchakarma. Em alguns casos, também recomenda-se outras terapias durante o “pré-operatório” como o shirodhara – que atua facilitando  os processos emocionais e promove suporte em estados emocionais perturbadores que a terapia pode desencadear. O tempo de duração do tratamento varia de 7 a 15 dias entre a preparação, a purgação em si e o acompanhamento nos dias que sucedem a evacuação induzida. 


 Principais Indicações do Virechana de acordo com o Charaka Samhitá
- doenças de pele: psoríase, acne, dermatites, lepra, coceiras, descoloração da pele, vitiligo
- febre crônica,
- coceira e ardência nos olhos e doenças oculares em geral
- dores de cabeça de origem digestiva e enxaquecas
- doenças cardíacas
- doenças inflamatórias
- hipertiroidismo
- parasitose intestinal e eripisela
- síndrome do cólon irritável
- estomatite e hiperacidez estomacal
- asma
- ondas de calor relacionadas a menopausa
- anemia
- icteríricia
- sudorese excessiva
- diabetes
- apetite baixo e indigestão
- desequilíbrios ginecológicos e dificuldade de engravidar
- aumento do baço e do fígado
- cistites de repetição, retenção de urina e dores durante a micção
- diarréia
- fistula anal
- desordens glandulares
- sangue tóxico e edema
- gota
- Desordens emocionais envolvendo raiva, ódio, agressividade e insanidade
- Intelecto reduzido e dificuldade em aprender coisas novas
- Todas os desequilíbrios que envolvem excesso do dosha Pitta no organismo

Contra indicações do Virechana:
- pessoas com saúde muito debilitata
- idosos e crianças
- ulceras no intestino delgado
- sangramento e prolapso no reto
- fissura anal
- febre e diarréia recente
- problemas cardíacos agudos
- hemoptise
- em gestante e logo após parto


No Charaka são descritas 245 fórmulas com diferentes ervas para o virechana, mas as principais e mais utilizadas são a triphala (composto a base de três ervas indianas: amalaki, haritaki e bibitaki), o óleo de rícino, o trivrut  e a raiz do ruibarbo. A melhor época do ano para fazer o virechana é na primavera e secundariamente no outono, nunca em estações extremas como verão e inverno, e sempre acompanhado de um profissional com conhecimento sobre as dosagens corretas de ervas e que saiba dar suporte para eventuais complicações. Mais do que uma limpeza física profunda, o virechana – e todas as terapias que envolvem o panchakarmas ( literalmente as cinco ações), promove a desintoxicação da mente e dos sentidos, promovendo clareza de pensamentos e sentimentos e sensação de pureza e conexão interna.


( na imagem ao lado, o Ruibarbo, planta comumente utilizada para o Virechana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário